terça-feira, 14 de julho de 2015

Li e indico: O Pequeno Príncipe

Mês de férias, é um ótimo período para colocarmos a leitura em dia.
Então para atualizar vocês na minha jornada literária, resolvi resenhar o último livro que li. O Pequeno Príncipe.

O título é bem conhecido do cenário literário, e para muitos é até considerado obrigatório sua leitura ao menos uma vez na vida, e concordo, vou dizer o porquê.
Sabemos que esse livro tem infinitas edições, mas cada uma de forma muito singular.
A que eu li é a 1ª edição da Editora Geração de janeiro de 2015,

Sobre os aspectos físicos do livro, posso dizer que mesmo sendo uma versão de bolso, a edição está muito linda, bem acabada e bem detalhada.
A  começar pela capa, que traz a ilustração mais tradicional do Pequeno Príncipe num papel envernizado, com fundo azul marinho e detalhes dourados o que deu a mistura perfeita do céu. Cada capítulo tem uma tonalidade diferente, com uma fonte estilo clássica, assim como o livro em si, há uma mistura de cores e detalhes bem trabalhados e suaves o que deixa o livro com muita fluidez.

O enredo em si, desmistifica o falso esteriótipo de ser um livro meramente infantil, a história é cheia de metáforas, traz a retomada da infância, a busca por um lugar no mundo, o próprio entendimento do que seja o mundo e a vida, além de discutir de forma sútil mas convincente sobre os valores das pessoas, a forma com que elas veem a vida e o que é ou não importante para cada um.
O livro é bem marcante uma vez que traz no decorrer da história trechos fortes e importantes para o entendimento do seu contexto.

Selecionei meus trechos favoritos:

"O que vejo é apenas uma casca. O essencial é invisível..."

"__As pessoas olham as estrelas de modo diferente. Para os viajantes, elas servem de guia. Para outros, são apenas pequenas luzes. Para os cientistas, são desafios."



Sinopse:

"Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planete distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida.
Com essa história mágica, sensível, comovente, às vezes triste, e só aparentemente infantil, o escritor francês Antoine de Saint- Exupéry criou há 70 anos um dos maiores clássicos da literatura universal. Não há um adulto que não se comova ao se lembrar de quando leu quando criança.
Trata-se da maior obra da existência do século XX, segundo Martin Heidegger. Livro mais traduzido da história, depois do Alcorão e da Bíblia."





















Fotos: Fabiana Oliveira
Fotos e Edição: Flavia Oliveira

Título Original:
Le Petit Prince 

Autor: 
Antoine de Saint-Exurpéry

Editora: 
Geração Editorial Ltda

ISBN: 978-85-8130-308-6

Tradução:
Frei Betto



Espero que vocês tenham gostado da dica, deixem nos comentários se vocês já leram esse livro e se gostaram. Obrigada por lerem, até o próximo post.

Um Beijo.



Bootstrap Image Preview Por: Flavia Oliveira

2 comentários:

  1. Eu tenho o livro do pequeno príncipe, mas é uma edição mais simples, capa branca e sem firulas, mas ó essa edição tá de parabéns hein, adorei o cuidado com a capa e o detalhe das páginas coloridas, muito amor. Concordo plenamente com vc quanto a não ser um livro infantil, a história traz muitos pensamentos bacanas que te faz refletir realmente, como por exemplo a frase das estrelas, adorei a edição das fotos, tá de parabéns heheh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lu, eu sempre ouvia falar muito nesse livro, e quando ganhei fiquei mt entusiasmada para ler e fiquei mt feliz quando li, adorei mt, entrou pro meus livros favoritos, hehe, obrigada pelo comentário!! ^^

      Excluir